W RUN THE FINISHER NUTRIÇÃO TREINO SABER VIVER PRODUTOS VÍDEOS FOTOS CALENDÁRIO BLOGS FÔLEGO

CONTEÚDO EXCLUSIVO

Insira seu email abaixo e clique em "Enviar". Você receberá sua senha no email indicado.
Email:

Entre com o seu cadastro do Sua Corrida.

Email:
Senha:
OU

Ainda não é usuário do nosso conteúdo exclusivo?

Aprenda a gostar de correr

Para os iniciantes, o desânimo é o inimigo número um. Descubra como motivar-se com suas primeiras vitórias no esporte e siga em frente

Por: Marina Oliveira - São Paulo - 06/06/2016
Compartilhe
aprenda-a-correr

Foto: Thinkstock

Superar os primeiros meses de treino é o grande desafio de um principiante nas corridas. Isso porque, logo nas semanas iniciais, é possível sentir o que virá pela frente: dores musculares, cansaço, falta de fôlego para correr e aquela preguiça de levantar cedo (para as que preferem exercitar-se de manhã). Porém, é possível, amenizar esses incômodos para evitar a desistência.

Para superar os incômodos dessa fase de adaptação ao treino, é interessante saber o que, de fato, está acontecendo. “O corpo e a mente estão se ambientando com um novo momento. O esporte ainda não faz parte da rotina”, explica João Ricardo Cozac, psicólogo do esporte e presidente da Associação Paulista da Psicologia do Esporte.

Por dentro das mudanças
As primeiras alterações são cardiopulmonares. Ou seja, a falta de fôlego será a primeira a ser driblada para seguir adiante correndo. “Após seis a oito semanas, observamos uma capacidade contrátil mais eficiente do coração, tanto em repouso quanto durante o exercício, o que melhora o fluxo sanguíneo para os músculos e outros tecidos”, ensina o especialista em medicina esportiva Gustavo Magliocca, da clínica Care Club, de São Paulo. “Isso garante ao corredor a possibilidade de trabalhar em frequências cardíacas mais baixas.” Dessa maneira, o coração pulsa menos para realizar o mesmo esforço, o que diminui a sensação de cansaço.

VEJA MAIS
4 dúvidas de toda iniciante na corrida
Fuja da preguiça! Leve a musculação a sério
Brinque de correr com o treino fartlek

O próximo passo é se livrar das dores musculares. “Estima-se que em 12 semanas seja possível perceber um aumento da capacidade do uso de oxigênio por parte das fibras musculares. Isso permite ao músculo fornecer a energia necessária para a contração de forma mais econômica, influenciando diretamente na eficiência do exercício e retardo dos efeitos da fadiga”, complementa Magliocca.

Acerte no treino
Dentre os principais motivos que impedem as novas esportistas de gostarem de correr logo no início, estão a inclusão de metas impossíveis e a prática de exercícios de modo equivocado. “Comemorar as pequenas vitórias, como alguns quilos perdidos ou a execução de uma atividade do dia a dia de forma mais rápida, como subir uma escada, por exemplo, faz parte desse processo”, exemplifica Cozac.

Com o treino feito de maneira correta, a desistência é mínima. “Se a pessoa sair do zero no quesito condicionamento físico, ao intercalar corrida com caminhada, ganhará muito com a perda de peso e melhora na disposição e qualidade da alimentação”, indica o treinador Felipe Pita, de São Paulo. Se você é uma pessoa sedentária, tente seguir o seguinte roteiro para não se cansar nos primeiros treinos: comece com um trote. Quando perder o fôlego, caminhe de dois a cinco minutos para, depois, retomar a corrida leve.

Para não desistir
Siga o roteiro e mantenha-se motivado em sua estreia como corredor

– Não tenha vergonha de caminhar
No início, é comum não conseguir correr nem cinco minutos de forma contínua. Por isso, ande sempre que sentir que falta fôlego para continuar.

– Respeite o descanso
Exercitar-se todos os dias logo no começo da vida esportiva pode não proporcionar prazer devido à fadiga. Além disso, é durante o período de descanso que o corpo se adapta e permite o ganho dos tão sonhados benefícios, como a perda de peso, por exemplo.

– Mantenha o ritmo
Correr leve nos primeiros treinos é essencial para ganhar condicionamento gradualmente. Ou seja, não siga em alta velocidade logo no princípio. Se fizer isso, será muito fácil perder o fôlego e desanimar com os resultados.

– Esqueça as comparações
Pense positivo. Em vez de se sentir inferior às pessoas que encontra no parque ou na academia, inspire-se nelas e pense: “Sei que um dia vou ser assim”. Ao planejar suas metas, seja objetivo. Nada de ideias inatingíveis para seu nível de condicionamento.

Obrigado por avaliar esta matéria.
475 pessoas deram uma medalha para esta matéria.
Esta matéria merece uma medalha?
Compartilhe

MATÉRIAS relacionadas

NOSSOS BLOGS

TAGS
NEWSLETTER
EVENTOS
próximo evento VENUS 15K RJ 09 DE OUTUBRO