W RUN THE FINISHER NUTRIÇÃO TREINO SABER VIVER PRODUTOS VÍDEOS FOTOS CALENDÁRIO BLOGS FÔLEGO

CONTEÚDO EXCLUSIVO

Insira seu email abaixo e clique em "Enviar". Você receberá sua senha no email indicado.
Email:

Entre com o seu cadastro do Sua Corrida.

Email:
Senha:
OU

Ainda não é usuário do nosso conteúdo exclusivo?

A meia maratona perfeita

Sete dicas para fechar os 21 km com regularidade e foco

Por: Ainá Vietro - São Paulo - 08/06/2016
Compartilhe

Golden Run Rio (26)1) Não fuja do longão. Treinamentos mais longos melhoram a queima de gordura e expandem as câmaras cardíacas. Segundo o fisiologista do exercício Paulo Minali, quando bem treinada, a atleta precisa de menos batimentos para bombear a mesma quantidade de sangue.

2) Nenhuma meia maratona é igual. Na hora de correr os 21 km, a atleta não pode focar apenas na quilometragem. “É preciso estudar o percurso para fazer uma boa escolha”, orienta o treinador Paulo Oliveira, de São Paulo.

3) Faça treinos específicos. Quem quer voar baixo e completar o percurso em até 1h45’ precisa de foco em um treino de força e velocidade. “Já ter participado de algumas meias, para adquirir experiência, é fundamental”, complementa Paulo.

VEJA MAIS
Abertas as inscrições para a W21K ASICS
15 motivos para encarar a meia maratona
Meia maratona: o combustível certo para os treinos

4) Invista em novos estímulos. Mário Sérgio Silva, diretor-técnico da Run&Fun Assessoria Esportiva, recomenda sair da zona de conforto. “O ideal é aumentar a faixa de esforço e melhorar a qualidade da preparação”, explica. Essa mudança deve ser feita de forma gradual, inserindo longos com velocidades superiores e frequências cardíacas mais elevadas.

5) Atente-se ao clima. A temperatura durante a corrida tem relação direta com o desempenho. Por isso, o técnico Hugo Coimbra aconselha dois treinos na semana simulando as condições a prova.

6) Conheça a hidratação ideal. Beber 500 ml a 700 ml de água por hora é o recomendado. Prefira bebidas que contenham sódio (1 g/hora), consuma um sachê de gel de carboidrato com 200 ml de água a cada 40 minutos + 200 ml de isotônico por hora.

7) Ajuste o corpo ao terreno. É fundamental controlar o movimento nas descidas. “Não tente frear a musculatura nem acelere. Use a inércia e tire proveito dela”, reforça o treinador João Bellini. Nas subidas, as passadas devem ser reduzidas e a força das panturrilhas, ativada. Nos terrenos planos, é preciso concentração para não sair do ritmo.

banner_bsb

Obrigado por avaliar esta matéria.
13 pessoas deram uma medalha para esta matéria.
Esta matéria merece uma medalha?
Compartilhe

MATÉRIAS relacionadas

NOSSOS BLOGS

TAGS
NEWSLETTER
EVENTOS
próximo evento VENUS 15K RJ 09 DE OUTUBRO