W RUN THE FINISHER NUTRIÇÃO TREINO SABER VIVER PRODUTOS VÍDEOS FOTOS CALENDÁRIO BLOGS FÔLEGO

CONTEÚDO EXCLUSIVO

Insira seu email abaixo e clique em "Enviar". Você receberá sua senha no email indicado.
Email:

Entre com o seu cadastro do Sua Corrida.

Email:
Senha:
OU

Ainda não é usuário do nosso conteúdo exclusivo?

Musculação: antes ou depois da corrida?

Descubra se correr e fazer musculação no mesmo dia atrapalha a performance do corredor

Por: Redação - São Paulo - 25/02/2016
Compartilhe
Foto: Thinkstock

Foto: Thinkstock

Correr e fazer musculação no mesmo dia atrapalha a performance? Essa dúvida acompanha muitos corredores, principalmente os que têm agenda apertada e dificuldade para intercalar os dias de treino com os de fortalecimento muscular.

O treinador Marcos Caetano, do Instituto Vita, tem uma boa notícia para esse grupo: “Não há problema em fazer musculação no mesmo dia da corrida, desde que as variáveis do treinamento sejam controladas”. Ou seja, é preciso organizar o volume e a intensidade da atividade secundária de modo que ela não concorra com a atividade principal daquela sessão.

Como dividir o treino
– Se o objetivo é o ganho de potência aeróbia, deve-se realizar o treino intenso de corrida primeiro e, ao final, o de fortalecimento (com volume e intensidade reduzidos).

– Quando a prioridade é o ganho de força e potência muscular, deve-se iniciar a sessão com o treinamento muscular de alta intensidade e, na sequência, fazer o trabalho de corrida com volume e intensidade reduzidos.

– Se o objetivo for hipertrofia muscular, uma boa sugestão é dividir os dias de treino da seguinte forma: corrida intensa no mesmo dia do fortalecimento de membros superiores e corrida leve no mesmo dia do fortalecimento de membros inferiores.

Não abuse
“O treinamento de corrida concorre diretamente com o treinamento muscular, se o atleta não controlar o volume e as cargas de treino desses dois componentes, terá prejuízos na performance e maior risco de lesão, podendo levar ao overtraining”, alerta Marcos.

Ele também destaca a importância da orientação profissional na hora de montar a planilha de treinos: “O educador físico pode otimizar as sessões de treino para que não haja desperdício de tempo com exercícios inespecíficos para a corrida, além de saber a melhor forma de controlar as cargas de treinamento e o descanso entre os estímulos”.

Obrigado por avaliar esta matéria.
444 pessoas deram uma medalha para esta matéria.
Esta matéria merece uma medalha?
Compartilhe

MATÉRIAS relacionadas

NOSSOS BLOGS

TAGS
NEWSLETTER
EVENTOS
próximo evento VENUS 15K RJ 09 DE OUTUBRO