W RUN THE FINISHER NUTRIÇÃO TREINO SABER VIVER PRODUTOS VÍDEOS FOTOS CALENDÁRIO BLOGS FÔLEGO

CONTEÚDO EXCLUSIVO

Insira seu email abaixo e clique em "Enviar". Você receberá sua senha no email indicado.
Email:

Entre com o seu cadastro do Sua Corrida.

Email:
Senha:
OU

Ainda não é usuário do nosso conteúdo exclusivo?

Dê um basta na cólica com a corrida

Em meio a analgésicos e truques caseiros, a corrida se mostra como um bom método para acabar com as dores abdominais

Por: Patrícia Orlando - São Paulo - 09/05/2016
Compartilhe
colica

Foto: Thinkstock

A cólica menstrual é aquela visitante ingrata que, todos os meses, insiste em dar as caras – e, às vezes, até atrapalhar seus treinos. Durante a menstruação, o organismo produz grandes quantidades de prostaglandina, substância responsável pela contração do útero, movimentação que causa as dores. “A contração é necessária para a descamação completa do endométrio (tecido que envolve o útero), porém, sua intensidade varia de acordo com cada ciclo menstrual”, explica a ginecologista Erica Mantelli, de São Paulo.

VEJA MAIS
Yoga para amenizar as cólicas
Cinco posturas para amenizar as cólicas

O que as mulheres têm a ganhar com a corrida

Por hábito, os analgésicos acabam sendo a solução mais procurada pelas mulheres, mas  outros métodos ajudam a minimizar esse mal de forma mais natural, como a prática da corrida. Realizar exercícios físicos intensos aceleram o metabolismo e a circulação sanguínea em todo o corpo. “A endorfina (hormônio associado à sensação de prazer) liberada na atividade física relaxa a musculatura”, explica Erica. Vale também recorrer a uma alternativa caseira e eficaz contra as cólicas que nossas avós já usavam: a boa e velha bolsa de água quente sobre a região do ventre. “O calor causa vasodilatação e relaxamento muscular”, fala a médica. Outro método, menos conhecido e um tanto polêmico, é o sexo. “O orgasmo melhora o fluxo sanguíneo na região pélvica e diminui a dor”, garante Erica.

Além disso, seguir uma alimentação saudável também pode ajudar a prevenir o problema. O ideal, segundo Erica, é consumir alimentos ricos em ácidos graxos, cálcio, magnésio, zinco e vitaminas B, C e E. “É importante, também, evitar alimentos com farinha branca, açúcar, gorduras saturadas e sal, pois elas retêm líquidos e causam inchaço e mais dor”, alerta.

Obrigado por avaliar esta matéria.
5 pessoas deram uma medalha para esta matéria.
Esta matéria merece uma medalha?
Compartilhe

MATÉRIAS relacionadas

NOSSOS BLOGS

TAGS
NEWSLETTER
EVENTOS
próximo evento VENUS 15K RJ 09 DE OUTUBRO