W RUN THE FINISHER NUTRIÇÃO TREINO SABER VIVER PRODUTOS VÍDEOS FOTOS CALENDÁRIO BLOGS FÔLEGO

CONTEÚDO EXCLUSIVO

Insira seu email abaixo e clique em "Enviar". Você receberá sua senha no email indicado.
Email:

Entre com o seu cadastro do Sua Corrida.

Email:
Senha:
OU

Ainda não é usuário do nosso conteúdo exclusivo?

Atividade física na gravidez

Bem orientado, exercício durante a gestação traz inúmeros benefícios para a mãe e para o bebê

Por: Moisés Cohen* - São Paulo - 11/11/2013
Compartilhe
Foto: Thinkstock.

Foto: Thinkstock.

A prática de atividade física durante a gestação sempre foi um tema bastante discutido em todos os âmbitos. Muita gente passou anos acreditando que o exercício poderia trazer prejuízos à mulher e ao bebê. Mas, felizmente, nos últimos tempos a prática de um exercício físico no período gestacional vem sendo indicada por especialistas – tanto que hoje existem vários profissionais especializados no assunto que acompanham e orientam as gestantes. E o melhor: inúmeros benefícios já foram comprovados, tanto para a mãe quanto para o bebê.

A gravidez determina alterações especiais à mulher em decorrência das necessidades calóricas, proteicas, minerais e vitamínicas do feto em desenvolvimento e da própria mulher. Durante a gravidez, as mulheres podem e devem continuar a se exercitar, com o objetivo de beneficiar sua saúde e a do bebê. No entanto, antes de iniciar qualquer atividade, a gestante deve passar por um criterioso processo de avaliação, que se inicia com o seu médico ginecologista e obstetra, descartando qualquer problema obstétrico, ginecológico e do bebê que possa contraindicar o exercício. Mesmo mulheres que estavam sedentárias antes de engravidar podem praticar uma atividade física com orientação durante a gestação.

Confira aqui os principais benefícios fisiológicos, psicológicos e sociais que a atividade física traz para a gestante:

  • Menor ganho de peso e adiposidade materna
  • Diminuição do risco de diabetes e hipertensão
  • Diminuição de complicações obstétricas
  • Menor risco de parto prematuro
  • Menor tempo de hospitalização
  • Diminuição na incidência de cesárea
  • Altos valores de APGAR (condição de nascimento do bebê)
  • Melhora na capacidade física
  • Melhora da autoimagem e autoestima
  • Melhora da sensação de bem-estar
  • Diminuição da sensação de isolamento social
  • Diminuição da ansiedade, do stress e do risco de depressão

Os principais exercícios recomendados para a gestante

Alongamento: ajuda a manter o relaxamento muscular e a prevenir lesões e dores lombares. O alongamento trabalha também a respiração e a oxigenação dos músculos e tecidos, melhorando a condição energética e eliminando toxinas e ácido lático.

Caminhada: uma das atividades mais recomendadas na gestação. De baixo impacto, pode ser realizada em qualquer fase. A gestante pode controlar sua frequência cardíaca, além de trabalhar a musculatura de membros inferiores e também da pelve e ajudar na circulação sanguínea, reduzindo a incidência de varizes.

Hidroginástica: modalidade muito praticada pelas gestantes, uma vez que é de baixo impacto e trabalha todos os músculos do corpo, fortalecendo bastante os abdominais, a musculatura paravertebral e a do assoalho pélvico, importantes para o parto. Ajuda a melhorar o condicionamento físico e o equilíbrio.

Outras atividades também indicadas para as gestantes são a ioga e o pilates. E o mais importante: independentemente da atividade escolhida, é preciso praticar com consciência e orientação de um especialista.

 

* Moisés Cohen é ortopedista do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo.

Obrigado por avaliar esta matéria.
6 pessoas deram uma medalha para esta matéria.
Esta matéria merece uma medalha?
Compartilhe

MATÉRIAS relacionadas

NOSSOS BLOGS

TAGS
NEWSLETTER
EVENTOS
próximo evento VENUS 15K RJ 09 DE OUTUBRO